A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) lança campanha de combate ao assédio.
13 de março de 2018
Sintram lança novo portal, mais informativo e com melhor navegabilidade
19 de março de 2018

Nota à TV Globo – Reclamações na RMBH

Demanda: A TV Globo pede esclarecimentos sobre os pontos mais reclamados pelos usuários do sistema metropolitano, segundo o DEER: descumprimento de quadro de horário, recusa de passageiros e estado de conservação de veículos. A Globo também pede posicionamento sobre a linha 7150 que, segundo o DEER, é a mais reclamada este ano.

 

Nota à TV Globo,

Belo Horizonte, 14 de março de 2018. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) informa que, para melhorar o serviço prestado à população, as empresas associadas investem periodicamente na qualificação e treinamento de seus colaboradores, de modo a orientar sobre as diretrizes de funcionamento do sistema e também para garantir a boa qualidade do atendimento prestado ao usuário. As empresas não aprovam práticas recusa de passageiros, sendo os profissionais punidos conforme a falha identificada em cada caso.

No que se refere ao estado de conservação dos veículos, vale ressaltar que, por contrato, a idade média da frota que circula na região metropolitana de Belo Horizonte é de 5 anos. Os ônibus que operam o sistema metropolitano passam constantemente por manutenções preventivas e saem das garagens após revisão de sua estrutura. Um grande problema que as empresas enfrentam, contudo, são os atos de vandalismo. A depredação dos veículos por usuários é bastante comum, acarretando em prejuízos reais e frequentes para as empresas prestadoras do serviço. Além disso, o mau estado de conservação das vias afeta diretamente a frota. Ainda assim, o Sintram reitera sua constante preocupação em treinar os operadores do sistema e em fazer frequentemente as revisões e manutenções preventivas dos veículos, de modo a cumprir seu compromisso de oferecer sempre um serviço de qualidade aos usuários. 

Sobre o quadro de horários, o Sintram esclarece que a fiscalização do cumprimento do quadro é de responsabilidade do órgão gestor, sendo que a bilhetagem eletrônica controla e comprova o cumprimento das viagens na escala prevista. Relatórios periódicos sobre esses horários são enviados para os órgãos fiscalizadores. No caso do transporte metropolitano, gerenciado pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), a fiscalização é feita pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER) de Minas.

Especificamente sobre a linha 7150 (Novo Riacho via Inconfidentes/Belo Horizonte), o Sintram esclarece que o número de reclamações recebidas é irrisório quando feita a relação com o total de passageiros transportados. Diante de uma demanda de 394.316 passageiros nessa linha em 2017, o índice de reclamação registrado foi de apenas 0,025%. Além disso, a empresa responsável esclarece que relatórios dos últimos dois meses revelam variação de 98% a 100% de cumprimento do quadro de horários da linha 7150.